item1.gif (417 bytes)
item2.gif (369 bytes)
item3.gif (380 bytes)
item4.gif (431 bytes)
item5.gif (758 bytes)

Nutricional
Minerais

Sanitário
vacinas
Vermes e Vermífugos
Os riscos do homem
Manejo Geral
Os lotes
A identificação
A Tropa
Sinuelos
Pastos e Sub-Divisões
Vacas amojadas
Recém nascidos
Mamando
Desmame
Estresse da desmama
Desmame precoce
Recria
castração
Manejo reprodutivo

Reprodução
Fertilidade
Fecundação
Sanidade na reprodução
Cuidados com os machos
Cuidados com as fêmeas
Principais
enfermidades

Brucelose
Leptospirose
IBR-IPV
BVD
Trichomonose
Campilobacteriose
Estação Reprodutiva
Estação reprodutiva de novilhas
Estação reprodutiva
de vacas

Primíparas
Descanso pós parto
Descarte
Idade
A infertilidade e o aborto
Habilidade materna
Reposição de matrizes
Eficiência reprodutiva
Diagnóstico de
gestação

Comentários

Introdução Assistência
veterinária

Cursos de I.A.
Inseminador

Embalagens de sêmen
Pellets
Ampola
Minitubo
Palheta média Palheta fina

0
0

Manejo com o botijão
Distribuição de temperaturas no botijão

Ovários
Trompas uterinas
Útero
Cornos uterinos
Corpo uterino
Colo ou cérvix uterina Vagina
Vulva

Puberdade
Ciclo estral

Pré cio
Reconhecimento do cio
Cio
Momento ideal de inseminacaor
Pós cio
Anestro fisiológico
Anestro
Puerpério fisiológico
Hemorragia de metaestro
Cio de encabelamento
Cio silencioso
Gestação
Intervalo parto-concepção
Intervalo entre partos

Com palheta média, palheta fina ou minitubo
Com ampola



6.4.6. EFICIÊNCIA REPRODUTIVA

A eficiência reprodutiva é influenciada mais pelo meio ambiente do que pela herança genética, pois é de baixa herdabilidade assim como a maioria das características reprodutivas.

Assim sendo, as fêmeas com baixa eficiência reprodutiva não devem ser mantidas no quadro de cria, pois causam enorme prejuízo não realizando sua mais importante função: de parir um bezerro por ano e desmamá-lo bem pesado.

Alimentação equilibrada é um dos fatores que possuem mais peso para o aumento da eficiência reprodutiva do rebanho de cria.

A infertilidade ou a subfertilidade das matrizes afeta diretamente a eficiência reprodutiva do rebanho.

A eficiência reprodutiva deve ser associada a diversas formas de manejo como uma estação de monta de curta duração, a fim de que o período de maior requerimento nutricional, que é a lactação, coincida com o de maior oferta de alimentos onde as exigências nutritivas são maiores. Dessa maneira, as demais atividades de manejo poderão ser aplicadas nas épocas certas.

A eficiência reprodutiva (ER) é medida pelo número de bezerros desmamados por ano, em relação ao número de fêmeas em idade de reprodução.

eficiencia.gif (1113 bytes)

Devemos estabelecer índices superiores a 85% de eficiência reprodutiva embora a média em criações extensivas seja bem menor.

A taxa de não retorno ao cio (prenhez ao primeiro serviço), para ser considerada boa, deve ficar acima de 75% (a média está em torno de 65-70%).

indice_servico.gif (1584 bytes)

O índice de serviço/concepção (inseminacaodas e prenhas) pode ficar abaixo de 1,5/1,7 dose por prenhês (a média está em torno de 1,8-2,2). É calculado dividindo o número de doses utilizadas pelo número de vacas prenhas.

ampola.gif (1476 bytes)

O intervalo entre partos abaixo de 13 meses já é considerado muito bom (ideal 12 meses, sendo a média de 14 meses).

O intervalo entre parto/prenhes deve ser entre 75-100 dias (onde a média é 120-150 dias).

Portanto, vacas que concebem (emprenham) no 85º dia pós parto, darão cria a cada 12 meses.

Devemos considerar também o peso destes bezerros quando da desmama (habilidade materna) e a área utilizada para a sua produção. Só assim poderemos avaliar a P.C. (produtividade da cria) em Kg de bezerro desmamado/ hectare/ ano que deve estar por volta de 20 kg de peso vivo/hectare/ano.

p.c.gif (1076 bytes)

Resumindo, podemos ter as Metas Básicas Mínimas para Fêmeas de Corte em Regime de Pasto:

- Início de reprodução = 14 meses de idade
- Peso das novilhas = 280 kg aos 13/14 meses
- Peso das vacas paridas = 450 kg
- Estação de monta = 2 ciclos para novilhas e 3 para vacas
- Taxa de prenhez anual = 90%
- Período de gestação = 280 dias
- Mortalidade máxima = 2% (incluindo abortos e natimortos)
- Peso ao nascer = 32 kg
- Peso ao desmame = 220 kg.