item1.gif (417 bytes)
item2.gif (369 bytes)
item3.gif (380 bytes)
item4.gif (431 bytes)
item5.gif (758 bytes)

Nutricional
Minerais

Sanitário
vacinas
Vermes e Vermífugos
Os riscos do homem
Manejo Geral
Os lotes
A identificação
A Tropa
Sinuelos
Pastos e Sub-Divisões
Vacas amojadas
Recém nascidos
Mamando
Desmame
Estresse da desmama
Desmame precoce
Recria
castração
Manejo reprodutivo

Reprodução
Fertilidade
Fecundação
Sanidade na reprodução
Cuidados com os machos
Cuidados com as fêmeas
Principais
enfermidades

Brucelose
Leptospirose
IBR-IPV
BVD
Trichomonose
Campilobacteriose
Estação Reprodutiva
Estação reprodutiva de novilhas
Estação reprodutiva
de vacas

Primíparas
Descanso pós parto
Descarte
Idade
A infertilidade e o aborto
Habilidade materna
Reposição de matrizes
Eficiência reprodutiva
Diagnóstico de
gestação

Comentários

Introdução Assistência
veterinária

Cursos de I.A.
Inseminador

Embalagens de sêmen
Pellets
Ampola
Minitubo
Palheta média Palheta fina

0
0

Manejo com o botijão
Distribuição de temperaturas no botijão

Ovários
Trompas uterinas
Útero
Cornos uterinos
Corpo uterino
Colo ou cérvix uterina Vagina
Vulva

Puberdade
Ciclo estral

Pré cio
Reconhecimento do cio
Cio
Momento ideal de inseminacaor
Pós cio
Anestro fisiológico
Anestro
Puerpério fisiológico
Hemorragia de metaestro
Cio de encabelamento
Cio silencioso
Gestação
Intervalo parto-concepção
Intervalo entre partos

Com palheta média, palheta fina ou minitubo
Com ampola



10.2. DISTRIBUIÇÃO DE TEMPERATURAS NO BOTIJÃO

É extremamente importante que o inseminacaodor conheça as distribuições de temperatura nos diversos níveis do botijão, para que possa assegurar um nível máximo de fertilidade ao sêmen.

É bom lembrar que muito próximo à boca do botijão o sêmen poderá se expor a temperaturas que poderão causar danos irreversíveis, para tanto é necessário a utilização da pinça.

O canister que contém o sêmen deverá ser levantado até no máximo 5 cm abaixo da boca do botijão. Para a total retirada do sêmen de seu interior, não se deverá gastar mais que 5 segundos.

Caso não consiga identificar o sêmen e retirá-lo em cinco segundos, deve-se abaixar a caneca e, segundos depois, recomeçar.

O inseminacaodor deve estar preparado para realizar esta tarefa de forma rápida e segura.

O uso de "ampolas monitoras" (uma em cada rack, juntamente com o sêmen armazenado no botijão), pode nos orientar quanto ao manuseio correto ou não do sêmen no botijão.

 

botijaoTEMP.jpg (25862 bytes)