item1.gif (417 bytes)
item2.gif (369 bytes)
item3.gif (380 bytes)
item4.gif (431 bytes)
item5.gif (758 bytes)

Nutricional
Minerais

Sanitário
vacinas
Vermes e Vermífugos
Os riscos do homem
Manejo Geral
Os lotes
A identificação
A Tropa
Sinuelos
Pastos e Sub-Divisões
Vacas amojadas
Recém nascidos
Mamando
Desmame
Estresse da desmama
Desmame precoce
Recria
castração

Manejo reprodutivo

Reprodução
Fertilidade
Fecundação
Sanidade na reprodução
Cuidados com os machos
Cuidados com as fêmeas
Principais
enfermidades

Brucelose
Leptospirose
IBR-IPV
BVD
Trichomonose
Campilobacteriose
Estação Reprodutiva
Estação reprodutiva de novilhas
Estação reprodutiva
de vacas

Primíparas
Descanso pós parto
Descarte
Idade
A infertilidade e o aborto
Habilidade materna
Reposição de matrizes
Eficiência reprodutiva
Diagnóstico de
gestação

Comentários

Introdução Assistência
veterinária

Cursos de I.A.
Inseminador

Embalagens de sêmen
Pellets
Ampola
Minitubo
Palheta média Palheta fina

0
0

Manejo com o botijão
Distribuição de temperaturas no botijão

Ovários
Trompas uterinas
Útero
Cornos uterinos
Corpo uterino
Colo ou cérvix uterina Vagina
Vulva

Puberdade
Ciclo estral

Pré cio
Reconhecimento do cio
Cio
Momento ideal de inseminar
Pós cio
Anestro fisiológico
Anestro
Puerpério fisiológico
Hemorragia de metaestro
Cio de encabelamento
Cio silencioso
Gestação
Intervalo parto-concepção
Intervalo entre partos

Com palheta média, palheta fina ou minitubo
Com ampola


 

A IMPORTÂNCIA DO COLOSTRO

Função alimentar – a passagem da vida intrauterina para o meio ambiente representa um impacto muito forte para o recém-nascido. O colostro fornece uma quantidade extra de nutrientes para auxiliar o bezerro a enfrentar esse impacto. De fato, o colostro como alimento é mais nutritivo que o leite natural – contém 14,3% de proteína contra 3,2% do leite; o dobro de cálcio e fósforo; quatro vezes mais ferro e seis vezes mais vitamina A.

Função protetora contra doenças – por viver no ambiente natural, a vaca já desenvolveu resistência contra a maioria dos germes que atacam os recém-nascidos provocando diarréias, pneumonias, artrites e a morte. Essa resistência é representada pelos anticorpos, que são proteínas especiais (globulinas), que circulam no sangue e são preparadas para combater agentes estranhos ao organismo do animal, pois a vaca transfere anticorpos para o bezerro através do colostro. Por esta razão o bezerro deve permanecer junto da vaca nas primeiras 48 horas. Quanto mais cedo o recém-nascido mamar, melhor. Se dentro de meia hora após o nascimento o bezerro não mamar espontaneamente, o produtor/tratador deverá conduzir o recém-nascido até o úbere da vaca, forçando a primeira mamada.

Função reguladora do intestino – durante a gestação, resíduos do metabolismo do feto se acumulam no intestino do mesmo. Normalmente esse resíduo, que recebe o nome de “mecônio”, é eliminado logo após as primeiras mamadas. Atribui-se ao colostro, uma função levemente laxante que estimula a eliminação do “mecônio”. Quando isto não acontece, o recém-nascido apresenta sintomas de cólicas.